FIAT 124 Spider AS 1966 by SunStar Platinum





Modelo 1:1

Em Abril de 1966, o Fiat 124 Berlina foi apresentado no Salão de Turim. Era um carro de 4 portas cuja principal novidade era o facto de estar dotado de travões de disco às 4 rodas, pouco habitual nos automóveis da sua classe. Era um carro muito equilibrado e seguro e com motores muito vivos.
A Fiat, que já tinha tradição em fabricar automóveis descapotáveis, baseados nos seus modelos de grande série, começou a preparar a versão aberta do 124.
Pininfarina foi escolhido para desenhar o novo Fiat descapotável, ficando também responsável pela sua construção. Ao aceitar a encomenda, este consagrado designer não se limitou a "descapotar" o modelo 124 berlina, mas sim a desenvolver uma ideia de raiz, embora com influência noutros dos seus trabalhos. As principais fontes da sua inspiração foram um estudo para o Chevrolet Corvette, o Rondine, no desenho da traseira e o Ferrari 275 GTS cujas linhas desportivas, puras, simples e harmoniosas inspiraram o aspeto global da sua nova criação.
Nasceu então o 124 Spider, um automóvel elegante apesar de sóbrio, desportivo apesar de pacífico, um carro possuidor de um charme e um carisma muito próprio.
Assim, em Novembro de 1966, foi apresentada a versão descapotável do Fiat 124.
A designação oficial de Fiat 124 Sport Spider procurava dar a ideia que o Spider era simplesmente uma versão descapotável do 124 berlina. Mas na verdade era, sem dúvida, muito mais do que isso. Em relação à berlina, o Spider era um carro novo. Toda a sua silhueta de aspecto desportivo, de perfil baixo arredondado e pontiagudo em nada se relacionava com a forma quadrada do 124. Por outro lado, estava equipado com um motor de 4 cilindros de duas árvores de cames à cabeça (Twin Cam), concebido por Aurelio Lampredi, engenheiro que trabalhou muitos anos com Enzo Ferrari na conceção dos seus motores. Esta motorização conferiu ao Spider uma bravura muito superior à da berlina.
O primeiro Fiat 124 Spider tomou a designação de AS. Era um 1400, com 1433 cc de cilindrada, 1 carburador de duplo corpo que debitava 90 cv, com caixa de 4 velocidades ou 5 em opção, permitindo performances muito interessantes para a época: 170 Km/h de velocidade máxima e 13 segundos dos 0 aos 100 Km/h. O chassis era muito equilibrado e a suspensão, independente à frente, com eixo rígido atrás, era bastante eficaz. Os travões de disco nas 4 rodas assegurava a eficiência na travagem. Este carro estava à altura, ou mesmo acima da concorrência.

Ficha técnica:
Cilindrad: 1433cc
Aliment.: 1 Webber DFH 34
Potência: 90cv às 6 500rpm
Cx Vel.: 4 (5 op.) vel.
Vel. Máxima: 170


Modelo 1:18

Este é um trabalho muito bom por parte da SunStar, integrado na sua gama Platinum. A construção do modelo é muito competente, desde logo apresenta um molde muito correcto sem folgas. Os interiores bem detalhados incluem flock no cockpit e bagageira, cintos em tecido. As grelhas frontais são de metal, perfuradas e o motor está bastante razoável. Na capota foi aplicada uma camada de napa com o intuito de lhe conferir mais realismo, contudo a grossura ficou excessiva e esta acaba por ser o principal ponto fraco.
Resumidamente, este modelo revela um nível de detalhe que o põe ao nível dos melhores.











































1 comentários:

Juanh disse...

Muy bella coupé, me gusta mucho con la capota colocada.
Abrazos!
Juanh Racing Team
http://juanhracingteam.blogspot.com.ar/